Buscar Serviços


A feira de todos gaúchos

30 de agosto de 2013

A Expointer é considerada a maior feira agropecuária da América Latina.

Fotos: Internet

 

Todos os anos no inverno gaúcho, a Expointer movimenta a economia das atividades ligadas ao campo. Realizada no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre, a feira comercializa animais, máquinas, implementos e produtos agropecuários. Cerca de 500 mil pessoas visitam os pavilhões durante os nove dias de evento.

As máquinas que auxiliam a produção agrícola são destaque. Os grandes fabricantes nacionais apresentam o que há de novidade no setor. Mas a grande atração da Expointer fica por conta dos animais. Mais de 150 raças participam das atividades, entre bovinos de corte, bovinos de leite, gado misto, bubalinos, equinos, ovinos, caprinos, pássaros, aves, chinchilas e coelhos. 

Alguns animais recebem tratamento digno de um pop star. Vanderson Azambuja, que trabalha em uma cabanha de Uruguaiana, oeste gaúcho, conta que os bovinos da fazenda recebem tratamento especial nos dias que antecedem à Expointer. “Quando chega perto de cada feira a gente dá um treinamento mais intensivo. Fazemos caminhada diária, banho e nado”, afirma. Segundo Vanderson, o nado faz o animal ganhar musculatura, característica encontrada na maioria dos bovinos e equinos da Feira. Dentre as competições, o Freio de Ouro é a prova mais disputada do evento. A disputa envolve raças equinas, entre elas a raça Crioula, considerada a raça característica do Rio Grande do Sul. 

Outra atração da Expointer é a Feira de Agricultura Familiar. No local, o visitante encontra diversos produtos da culinária colonial gaúcha em um só lugar. Os pequenos produtores comercializam pães, bolos, cucas, queijos, salames e muitas outras delícias. É o caso da produtora Cirley Lorenzatti. Em sua banca, ele vende frutas desidratadas e cristalizadas, molhos e geleias para carnes. Tudo produzido por ela, o marido e seus dois filhos no município de Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha. “Nossa produção é toda natural, sem conservantes”, garante dona Cirley.  

Além da agricultura familiar, o artesato também tem lugar de destaque na Expointer.  Há um pavilhão só para os artesãos gaúchos exporem suas criações. São produtos típicos regionais confeccionados em lã crua, couro e metal. Cuias, facas e ponchos são alguns dos itens que o visitante encontra na exposição. Ao todo, a Expointer reúne mais de 400 atrações, entre fóruns, seminários, cursos, palestras leilões, julgamentos, provas e entrega de prêmios. 

No Pavilhão Internacional, países como Uruguai, Argentina, Chile e Nova Zelândia possuem estandes de divulgação turística. Há inclusive excursões vindas de países vizinhos para conhecer a feira. Acompanhando um grupo de estudantes uruguaios na Expointer, o agente de turismo, Heber Acuña, revela que os visitantes do país vizinho buscam na feira um contato direto com os produtores para “fazer um intercâmbio cultural e também empresarial”.

A edição de 2013 da Expointer segue até o dia 1° de setembro, das 8h às 20h30min. O ingresso custa R$ 10,00, sendo que estudantes e idosos pagam R$ 5,00. O valor do estacionamento é R$ R$ 25,00. Mais do que uma feira, a Expointer é uma ótima oportunidade para aproximar a cidade das atividades desenvolvidas no campo.

  


Compartilhar

Classificar


Comentários

Comentar