Buscar Serviços


Ecoturista: Você pode ser um

02 de agosto de 2013

Seguindo dicas simples, você pode minimizar os impactos negativos do seu passeio turístico no meio ambiente e ajudar no fortalecimento das comunidades que visita.

Fotos: Internet

A preocupação com o meio ambiente está cada vez mais presente no nosso dia-a-dia. A conservação das florestas, a economia no uso de água e energia e a reciclagem de lixo são alguns exemplos que nos fazem refletir sobre nossas atitudes e como podemos colaborar com a saúde do nosso planeta. Quando viajamos, seja por lazer, estudos ou negócios, precisamos levar essa preocupação também em nossa bagagem. O turismo, realizado de maneira responsável, é uma oportunidade única de fazer a diferença.

O Portal Verdeperto Lugares apresenta algumas dicas para você se tornar um ecoturista. Com atitudes simples, podemos ajudar a conservar o meio ambiente, valorizando as comunidades locais e trazendo boas histórias para contar aos amigos. Durante sua viagem, procure conhecer a cultura do lugar em que está. Converse com as pessoas, visite lugares diferentes dos pontos turísticos tradicionais e crie a sua própria aventura.

Saiba conviver com a diferença

Lembre-se que as pessoas possuem formas diferentes de pensar, viver e trabalhar. Em comunidades rurais, no interior gaúcho, por exemplo, o estilo de vida contrasta com o das cidades grandes. Isto as torna diferentes e não menos interessantes.

 

Participe de excursões com guias locais

Os guias locais podem ajudá-lo a descobrir lugares inusitados. Isso enriquece a sua viagem e contribui para o fortalecimento da economia local.

 

Seja um “turista amigável”

Aprenda algumas expressões faladas nas localidades, principalmente, formas de tratamento interpessoal. É uma maneira bastante amigável de se aproximar das pessoas. Em muitas cidades do Rio Grande do Sul, as famílias se comunicam em dialetos, com variações do alemão e do italiano, dependendo da imigração preponderante na região. Em Morro Reuter, por exemplo, se desejar um “alles gute” – “tudo de bom”, em português - certamente ganhará a simpatia do seu interlocutor.   

 

Aja como se estivesse em casa

Ao viajar, tenha a mesma preocupação com o meio ambiente que você tem na sua casa. Não jogue lixo no chão, procure reciclar sempre que possível e economize água e energia. Muitas atividades reduzem o impacto negativo das suas atividades de recreação sobre o meio ambiente. Utilizar transporte público, andar de bicicleta ou caminhar são alternativas de transporte ecologicamente corretas. Utilize esses meios sempre que possível e aproveite o passeio para conhecer e conversar com moradores do lugar. 

 

Saiba quando “menos é mais”

Outro ponto importante no turismo sustentável é a reciclagem. Separe jornais, revistas e embalagens do lixo orgânico. Informe-se sobre seu meio de hospedagem e sempre dê preferência para hotéis e pousadas que reciclam os seus resíduos. Se isso não ocorre, pergunte o motivo e incentive essa prática. Para evitar o desperdício, utilize sacolas de pano e papel ao invés de sacolas plásticas. Além de diminuir o volume de lixo produzido, você estará reduzindo o consumo de energia, água e matéria-prima, que seriam necessários no seu processo de produção. Evite embalagens em excesso e pacotes para presente. 

 

Experiente os sabores locais

Prove os sabores locais. Informe-se sobre quais são as frutas e vegetais da estação na região que está visitando. Além de mais frescos, o transporte dos produtos locais emite menos gases poluentes. Consuma, também, alimentos produzidos localmente. Prestigie o artesanato e informe-se sobre produtos típicos, que dificilmente poderão ser encontrados em outros lugares. Assim, você ajuda a reforçar a identidade da comunidade e ainda contribui para o desenvolvimento econômico da região.

 

Seja ecologicamente correto

Não compre produtos feitos com peles de animais selvagens ou espécies em extinção. Ao comprar produtos que utilizam corais, conchas, estrelas-do-mar ou penas de animais silvestres, por exemplo, você está incentivando um comércio que não é sustentável.

 

Respeite os limites

Explore a região por meio de passeios de ecoturismo que contribuam com o desenvolvimento sustentável. Informe-se sobre áreas protegidas – parques, reservas ecológicas e florestas – nas proximidades da região que está visitando. É uma ótima oportunidade para conhecer a fauna e flora local em seu ambiente natural. Mas lembre-se: não remova plantas, não alimente animais e nunca deixe lixo dentro dessas áreas.

Observando essas práticas, você estará incentivando o turismo sustentável, que compreende a preservação dos recursos naturais e a viabilidade econômica das atividades desenvolvidas na região.

 

Patrocínio:


Compartilhar

Classificar


Comentários

Comentar