Buscar Serviços


Batata protagonista

12 de dezembro de 2012

15° Kartoffelfest promete agitar Santa Maria do Herval no mês de maio.

Fotos: Internet

Acontece em Santa Maria do Herval, no mês de maio, uma das festas mais genuinamente alemãs da região. É a 15°Kartoffelfest ou Festa da Batata, em português. Durante cinco dias, o visitante pode se divertir com as atrações musicais, beber chope e comer as mais saborosas iguarias feitas com batatas, tubérculo originário da América do Sul, largamente utilizado na culinária da região.

De acordo com o Secretário de Indústria e Comércio de Santa Maria do Herval, Everaldo Schneider, o objetivo da festa é mostrar aos visitantes o potencial turístico e as qualidades da produção agrícola do Município. Realizada em um espaço coberto, no largo da Prefeitura, a festa tem feira de produtos coloniais e artesanato, exposição agropecuária, estandes de alimentação e, é claro, comercialização direta de batata in natura pelos produtores.

No ano passado, o público chegou a 30 mil visitantes. O vice-prefeito Adriano Lechner diz que “muitas famílias se reencontram na Kartoffelfest. Pessoas que nasceram em Santa Maria do Herval, mas estão morando em outras cidades, vêm ao Município durante os dias de festa”. 

A abertura oficial do evento acontece no dia 11 de maio, sexta-feira, e segue nos dias 12, 13, 19 e 20. A entrada custa R$ 5,00, mas no sábado, dia 12, quando a cidade comemora 24 anos de emancipação, a entrada será gratuita.

 

Maior produtor de batata artesanal do Estado

Santa Maria do Herval produz 11 mil toneladas de batata por ano. Mais de 70% dessa produção não é mecanizada, ou seja, a colheita é feita por tração animal ou manualmente, com auxílio da enxada. Aproximadamente 650 hectares são dedicados à cultura, incluindo as colheitas da safra de janeiro e fevereiro e a safrinha, que vai de maio até julho.

O cultivo artesanal tem uma explicação. É que a maior parte do Município possui um relevo muito acidentado. Alguns produtores conseguiram ampliar o plantio, utilizando grandes áreas planas em São Francisco de Paula. É o caso do produtor Laudo Olbermann, juntamente com outros seis membros da família. “Nossa produção é toda mecanizada, desde o plantio até a colheita”. O grupo produz cerca de 40 mil sacos de batata por safra, que são vendidos na região.

As batatas colhidas em São Francisco de Paula são levadas à localidade de Alto Morro dos Bugres, em Santa Maria do Herval, onde é feita a lavagem e a triagem do produto. Batatas muito pequenas ou danificadas são descartadas do processo. 

Para enfrentar a concorrência, os pequenos produtores, que continuam produzindo artesanalmente, já encontraram uma saída. Eles estão investindo no plantio de outras culturas como milho, cenoura, beterraba, rabanete, repolho, brócolis, entre outros. 

 

Bolinho de batata: o mais consumido da Kartoffelfest

Segundo o presidente da 15°Kartoffelfest, Jackson Lindemann, o produto mais consumido na festa é o bolinho de batata. O restaurante Altes Sägewerk (Serraria Velha, em alemão) é um dos estabelecimentos que participa da Festa da Batata. Segundo o proprietário, Tarcísio Müller, no ano passado, foram consumidos 1,4 mil quilos do produto in natura. A maior parte dessas batatas foram consumidas em forma de bolinho frito.

 

 

Bolinho de batata frito tradicional

Ingredientes:

6 batatas grandes

2 ovos inteiros

4 colheres de farinha de trigo

Tempero verde

Sal

Óleo para fritar

Modo de preparar:

Rale as batatas cruas. Acrescente os ovos, a farinha, tempero verde e sal a gosto. Misture tudo até formar uma massa homogênea. Frite numa caçarola com óleo ou banha.

Rendimento: Aproximadamente 20 bolinhos.


Compartilhar

Classificar


Comentários

Comentar