Buscar Serviços


Programa de domingo

05 de dezembro de 2012

Iniciativa inédita permite ao turista conhecer um pedacinho do famoso roteiro. A cada domingo, passeios temáticos abordam história, cultura, religiosidade, gastronomia e compras em cinco municípios.

Fotos: Internet

A ideia é se deixar levar, literalmente. Todos os domingos pela manhã, um micro-ônibus parte da Casa Marco Zero da Rota Romântica, ao lado do trevo de acesso a São Leopoldo, na BR 116, para percorrer “Os Caminhos Integrados da Rota Romântica”. A iniciativa inédita partiu das prefeituras de Novo Hamburgo, São Leopoldo, Dois Irmãos, Morro Reuter e Ivoti e oferece passeios de um dia inteiro pelos cinco municípios, com roteiros e temáticas diferentes a cada fim de semana. 

“É um projeto piloto. Em breve, pretendemos oferecer passeios que incluam pernoites nas cidades, em viagens de cinco ou seis dias e de um final de semana completo”, revela uma das sócias da agência Dinâmica, Juliana Kroetz, que organiza e promove os roteiros. As vantagens são muitas. Não é preciso se preocupar com carro, gasolina ou estacionamento – e o que é melhor, dá para provar todos os tipos de snaps (cachaças artesanais alemãs) sem se arriscar a ter problemas com o bafômetro. 

A equipe de guias especializados é natural da região, o que, aliado à preparação profissional que tiveram, garante ao turista um completo mosaico de informações sobre as cidades.

“A saída já é de um ponto turístico”, aponta a guia Jany Maria Stürmer, referindo-se à Casa Marco Zero, uma réplica do estilo enxaimel, que serve como ponto de informações sobre o roteiro. 

Os passeios começam sempre às 8h30 e se encerram entre 19h e 20h. No valor do pacote (que varia entre R$ 110 e R$ 160) estão incluídos transporte, alimentação, ingressos para os locais visitados, degustações e seguro-viagem, além dos serviços de guia turístico. 

São quatro roteiros temáticos, sempre aos domingos (ver  roteiro completo nas páginas 80 e 81).

“A ideia de inserir temáticas permite organizar cada passeio de forma que, ao longo do mês, o turista possa conhecer os distintos aspectos da Rota Romântica”, salienta Juliana Kroetz. 

“O que não quer dizer que, ao percorrer o Roteiro Cultural e Religioso, o turista não vá comer bem ou fazer compras e vice-versa”, complementa a diretora de Turismo de São Leopoldo, Iara Cardoso.

 

Passeio experimental reuniu entusiastas

No domingo, 9 de outubro, um grupo de responsáveis pelo turismo dos municípios integrantes da Rota Romântica, representantes de agências e de outras atividades ligadas ao setor turístico participaram de um passeio experimental, que incluiu atrações de cada um dos quatro roteiros.

Já na largada, recebemos informações sobre os edifícios históricos do centro de São Leopoldo. “Esta foi a primeira sede da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)”, explica Jany, mostrando o conjunto de edifícios, que hoje abrigam órgãos ligados à Assistência Social do Município, em frente à rodoviária. 

Na cidade, conhecemos ainda a ponte 25 de julho que cruza o Rio do Sinos. É a mais antiga de São Lepoldo, e foi construída em ferro exatamente no local onde o curso d’água era mais baixo, o que permitia que as pessoas cruzassem a pé o trecho entre as margens. 

Em Ivoti, a parada foi no Núcleo de Casas Enxaimel, que forma o maior acervo brasileiro deste modelo de construção. São sete casas edificadas entre 1826 e 1850 pelos imigrantes alemães. Os prédios enxaimel são erguidos com estruturas aparentes de madeira, fixadas unicamente através de encaixes e pregos de pau. O preenchimento desse esqueleto era feito em barro amassado, atirado com a mão na parede, ou com a pedra grés, muito comum na região. 

Uma das casas é a sede do Museu Municipal Cláudio Oscar Becker. Lá dentro estão utensílios e móveis que contam a história do desenvolvimento da cidade – em alemão, é claro. Há, por exemplo, um kleiderschränke (guarda-roupas), um schulbank (classe escolar), uma nähmaschine (máquina de costura) e uma schreibmaschine (máquina de escrever). 

“Guardamos também um acervo de fotografias que inclui imagens das casas antes de elas serem restauradas pelo Município”, revela a estagiária de turismo Silvane Inês Heck. 

Seguimos nossa viagem em direção a Morro Reuter, mas antes fazemos uma parada na Casa Amarela para um tradicional Frühstuck, um lanche reforçado alemão que inclui delícias caseiras como cucas, kaschimier (queijo quark), e salsicha bock. 

Com tanto cuidado com os visitantes, Anelise admite que o movimento tem aumentado nos últimos anos e espera ansiosa a conclusão da pavimentação asfáltica na estrada que liga Santa Maria do Herval a Gramado. “O turista ainda não conhece bem a BR-116, mas se encanta sempre que passa por aqui, porque realmente é muito lindo”, admite a artista, cujas obras já figuraram em decorações de novelas da Rede Globo como Passione e Morde e Assopra.

Um pouco antes do pórtico central da cidade, à esquerda, nos deparamos com uma simpática casa de fachada vermelha com detalhes pintados em branco. É o atelier de Anelise Bredow, que escolheu Morro Reuter como inspiração e sede para abrigar sua produção de peças exclusivas em cerâmica. São distintos tamanhos, utilidade e preços – luminárias valem R$ 95, painéis com madeira, R$ 340, e aromatizadores que custam entre R$ 4 e R$ 20. “Tem muito turista que não tem como levar uma peça grande, mas não quer deixar de guardar uma recordação daqui”, justifica.

Na vizinha Dois Irmãos, a atração foi a horta de Alcindo Berlitz, que integra a Rota Colonial Baumschneis. Além de conhecer as práticas de cultivo orgânico – que ele sublinha, não é aplicado a todos os alimentos produzidos em sua propriedade – o turista pode vivenciar a rotina da colheita, através do sistema Colha e Pague. Alguns se aventuraram a cortar pés de brócolis, tão bonitos que estavam. 

Alcindo mantém suas terras abertas à visitação há 11 anos e foi um precursor na região. Conta que foi difícil convencer a mãe a mudar o foco do negócio, que antes era uma propriedade rural como a maioria, que vendia a produção para feiras e mercados. “Ela gostava de sair para negociar, porque era o convívio social que tinha e não queria perder. Mas agora, com o fluxo que temos de visitantes, ela pode conversar bastante sem precisar sair de casa”, brinca. 

Além da horta, o agricultor possui uma pequena loja onde é possível comprar produtos in natura e também industrializados por ele e seus vizinhos, como vinhos, licores, sucos e geleias.

Na meca dos outlets e lojas de desconto, Novo Hamburgo, a parada final foi na recém-inaugurada Comline’s Tramontina. “É o maior showroom da marca em todo o Brasil”, anuncia o diretor comercial Valcir Klein, ao receber os visitantes. 

No amplo salão estão expostos mais de seis mil itens das linhas de inox, cutelaria, cubas, fornos, fogões e ferramentas da marca. “Trabalhamos com a totalidade dos 17 mil produtos Tramontina. Se o cliente quiser algo que não esteja na loja, podemos encomendar”, revela Klein. 

O espaço disponibiliza ainda uma cozinha completa para eventos com capacidade entre 20 e 60 pessoas. O cliente paga apenas a taxa de manutenção e pode cozinhar ou chamar um chef de sua preferência para preparar um jantar para os convidados. 

O cuidado com o bem estar dos clientes se mostra no atendimento, feito também em espanhol e inglês, na adaptação de todo o ambiente a cadeirantes e no estacionamento para 40 carros.

 

PRIMEIRO DOMINGO DO MÊS

Rota Romântica e sua Diversidade

São Leopoldo

8h30 - Saída Central de Informações Turísticas de São Leopoldo (Marco Zero)

8h45 - Centro Histórico – Museu do Trem

9h30 – Deslocamento até Lomba Grande

 

Novo Hamburgo

10h - Visita a Lomba Grande - Casa das Cucas (Coffe Break)

10h30 - Deslocamento para o Centro de Novo Hamburgo

11h – City Tour com passagem pela Casa Schmitt Presser e Museu Scheffel

11h30 – Parada para compras na Comline’s Tramontina

 

Dois Irmãos

12h30 – Tour pela Rota Colonial Baumschneis

13h - Almoço no Restaurante Bierplatz

14h30 – Visita à Feira de Artesanato da Praça do Imigrante

 

Morro Reuter

15h30 – Deslocamento até Morro Reuter com parada no Belvedere

16h – City Tour pelo centro da cidade

16h30 – Visita ao Atelier de Cerâmica de Anelise Bredow

17h15 – Deslocamento até Ivoti

 

Ivoti

17h45 - Visita ao memorial da Colônia Japonesa

18h30 – Deslocamento até São Leopoldo

19h - Chegada no Marco Zero em São Leopoldo

 

SEGUNDO DOMINGO DO MÊS

Roteiro Cultural e Religioso

São Leopoldo

8h30 - Saída de São Leopoldo – Central de Informações Turísticas (Marco Zero)

8h45 – Visita ao Santuário Padre Réus

9h30 – City Tour passando pela Unisinos

10h – Chegada ao Instituto Martin Pescador e passeio de barco

12h – Almoço na Churrascaria Passoquinha

13h – Deslocamento para Ivoti

 

Ivoti

13h30 - Rápida Passagem pela Antiga Igreja Matriz

13h45 – Visitação à Feira Colonial

14h30 – Deslocamento até Dois Irmãos

 

Dois Irmãos

14h45 – Visita ao Museu Histórico Municipal

15h30 – City Tour passando pelas Igrejas Evangélica, Luterana e Antiga Matriz

15h45 – Deslocamento até Morro Reuter

 

Morro Reuter

16h - City Tour passando pela Igreja Evangélica, Igreja Católica e Praça

16h15 – Parada na Padaria Delícias da Serra para saborear um delicioso Café Colonial

17h30 – Deslocamento até Novo Hamburgo

 

Novo Hamburgo

18h – Visita ao Santuário das Mães

18h45 – Passagem pela Casa Schmitt Presser e Museu Ernesto Frederico Scheffel

19h – Deslocamento até São Leopoldo

19h30 - Chegada no Marco Zero em São Leopoldo

 

TERCEIRO DOMINGO DO MÊS

Roteiro Gastronomia e Artes

São Leopoldo

8h30 - Recepção em São Leopoldo – Central de Informações Turísticas (Marco Zero)

9h15 – Visita à Escola Superior de Teologia

9h45 – Deslocamento até Lomba Grande

 

Novo Hamburgo

10h15 – Visita ao Roteiro das Artes em Lomba Grande

11h30 – Deslocamento até Morro Reuter

 

Morro Reuter

12h30 - Almoço no Restaurante El Paradiso

14h30 - Deslocamento até Dois Irmãos

 

Dois Irmãos

15h - Visita ao Espaço Cultural Antiga Matriz de São Miguel

15h30 – Deslocamento pela Rota Colonial com Parada na Casa Velha Colha e Pague

16h – Deslocamento até Ivoti

 

Ivoti

16h15 – Tour pelo Núcleo de Casas Enxaimel

16h30 – Visita a Cachaçaria Weber Haus

17h15 – Café Colonial na Casa Amarela

18h30 – Deslocamento para São Leopoldo

19h - Chegada no Marco Zero em São Leopoldo

 

QUARTO DOMINGO DO MÊS 

Roteiro de Compras

São Leopoldo

8h30- Saída de São Leopoldo – Central de Informações Turísticas (Marco Zero)

8h45 – Visita ao Museu Histórico Visconde de São Leopoldo

9h15- City Tour

9h30 – Deslocamento até Novo Hamburgo

 

Novo Hamburgo

10h – Parada para visita e compras no Renata Vitória e Anna Gouveia.

12h - Almoço Restaurante O Bifão

13h30 – Deslocamento até Ivoti

 

Ivoti

14h – Visita à Central de Flores

14h30 – Parada para Compras na Dass Outlet

15h15 - City Tour

15h30 – Deslocamento para Morro Reuter

 

Morro Reuter

16h – Visita ao Morro da Embratel

16h30 - Visita à Fábrica de Chocolates Degustare

17h – Deslocamento até Dois Irmãos

 

Dois Irmãos

17h15 - City Tour

17h30 – Parada para compras na Malhas Daiane

18h30 – Visita à Cervejaria Hunsrick

19h15 – Deslocamento até São Leopoldo

20h15 - Chegada no Marco Zero em São Leopoldo


Compartilhar

Classificar


Comentários

Comentar